Total de visualizações de página

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

2. Sistema Tegumentar

Animais homeotermos e pecilotermos
Animais homeotermos são aqueles cuja temperatura do corpo é mantida relativamente constante, independentemente das variações da temperatura ambiente. A classe das aves e a dos mamíferos apresentam animais homeotermos.
Animais pecilotermos apresentam uma temperatura corporal que varia de acordo com a temperatura do ambiente. Exemplo: invertebrados, peixes, anfíbios e repteis.
Intensidade metabólica
Para manter a temperatura do corpo constante, os animais homeotermos, no frio (temperatura ambiente baixa), aumentam a intensidade do seu metabolismo, consumindo uma quantidade maior de oxigênio. Nos pecilotermos em repouso, o consumo de oxigênio diminui no frio e aumenta no calor.
Auxiliando na homeotermia, os vasos dérmicos dilatam-se no calor e sofrem uma constrição no frio. Em dias quentes um homem transpira mais intensamente, a fim de manter a temperatura do seu corpo relativamente constante e ao redor de 36,5°C. Na física essa eliminação está relacionada à equação fundamental da calorimetria, onde:
Q = mc∆t
Sabemos que Q = quantidade de calor recebido ou cedido por um corpo; m = massa do corpo; c = calor específico do corpo; ∆t = variação da temperatura.
O tegumento
O corpo do animal apresenta uma cobertura (tegumento), a fim de proteger o organismo contra desidratação, hidratação, choques externos e organismos causadores de doenças (patogênicos).
A proteção nos unicelulares é efetuada pela própria plasmalema, que pode apresentar uma cutícula protetora. Nos pluricelulares, o tegumento apresenta uma estrutura celular uniestratificada nos invertebrados e pluriestratificada nos vertebrados. A pele dos vertebrados é constituída pela epiderme (externa) e derme (interna), sendo que as aves e os mamíferos apresentam uma terceira camada (hipoderme).
A epiderme apresenta o tecido epitelial avascular, pavimentoso (achatado) e pluriestratificado (com várias camadas de células). A camada celular mais profunda desse epitélio é denominada germinativa. Apresenta células em contínuas divisões mitóticas, produzindo novas células para a substituição das superficiais, que continuamente morrem de se destacam. A epiderme origina-se do ectoderma do embrião.
A epiderme nos peixes e anfíbios apresenta glândulas mucosas. Nos répteis, aves e mamíferos ela é queratinizada; formando a camada córnea que protege o animal contra desidratação. No homem há, nas camadas mais profundas da epiderme, células portadoras do pigmento denominado melanina, proteína protetora contra os efeitos nocivos da radiação ultravioleta. Essas células são cromatóforos, do tipo melanócitos.
Por mecanismo hormonal, o camaleão pode imitar a coloração ambiental, fenômeno denominado homocromia, que facilita a defesa e o ataque.
A derme situa-se logo abaixo da epiderme, sendo mais espessa. É constituída por tecido conjuntivo fibroso, rico em colágeno e elastina (proteínas), vasos sanguíneos, nervos, regiões basais de glândulas etc.
A hipoderme é uma camada localizada imediatamente abaixo da derme, constituída de tecido conjuntivo adiposo (gordura). Aparece somente nas aves e mamíferos. Além do papel de reserva nutritiva (gordura), a hipoderme desempenha importante papel no auxilio da regulação da temperatura corpórea (isolante), reduzindo, assim, a perda de calor para o meio. A derme e a hipoderme originam-se do mesoderma do embrião.
As funções do tegumento nos vertebrados
Proteção mecânica e contra microorganismos patogênicos (causadores de doenças); recepção de estímulos do meio externo (sensibilidade)
·   Excreção de catabólitos (nos peixes e mamíferos);
<    ·   Respiração (especialmente nos anfíbios);
<!   ·   Regulação da temperatura nos homeotermos (aves e mamíferos);
<!   ·   Regulação da concentração de sais nos líquidos corpóreos (mamíferos);
<!   ·   Acúmulo de substancia de reserva (gordura) nos homeotermos (aves e mamíferos);
<!   ·   Locomoção nos peixes e alguns anfíbios (glândulas mucosas) e nas aves (penas);
<!   ·   Ataque e defesa (garras, chifres e cascos);
<!   ·   Identificação sexual (coloração).
Obs.: Homeostase é a capacidade que o organismo apresenta de manter o seu meio interno estável, ou seja, em equilíbrio dinâmico. Homeotermia é um caso particular de homeostase, relacionado à manutenção da temperatura corpórea.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário